Tarifas de pedágio serão reduzidas para carros no Rio Grande do Sul

3 de março de 2020
Posted by: lifanmichelin

Será que essa ideia pode também vir para São Paulo?

As tarifas de pedágio para automóveis tiveram redução autorizada pelo governo do Rio Grande do Sul. Através do Conselho Gestor do Programa de Concessões e Parcerias Público-Privadas (CGEPPP/RS), ficou decidido que as novas tarifas serão menores que as praticadas atualmente em 12 das 14 praças de cobrança de rodovias estaduais.

O conselho, da qual faz parte ainda a empresa EGR (Empresa Gaúcha de Rodovias) e diversas secretarias do estado, definiu as novas tarifas para abril, porém, a concessionária que administra as estradas estaduais no RS, precisa analisar a redução para dar o aval final da mudança.

Contudo, a redução para os automóveis não será benéfica para os caminhões, já que o conselho decidiu por um aumento de até 51,8% nas tarifas por eixo dos veículos comerciais que circulam pelas rodovias gaúchas, um aumento bastante expressivo diante da redução de 10% para os carros.

O governador Eduardo Leite (PSDB), argumentou: “Nós buscamos, originalmente, adequar a nossa tabela à forma como é feita em todo o país, tanto pelo governo federal como por outros estados, em que o cálculo considera o fator eixo, com o objetivo de equalizar o sistema e podermos lançar, ainda neste ano, novos editais de concessões sem que houvesse distorções”.

O motivo é que a EGR tem seu próprio cálculo sobre a cobrança por eixo, que era de R$ 0,59, independente da tarifa básica cobrada na praça de pedágio. Agora, a cobrança será baseada nesta última, multiplicando conforme o número de eixos, como praticado em outras regiões do país.

De acordo com o governo do RS, 82% do fluxo de veículos nas estradas pedagiadas do estado são de automóveis, enquanto os caminhões representam 18%. Com a redução, apenas duas praças de pedágio não terão alteração nas tarifas, sendo estas Campo Bom e Portão, respectivamente R$ 3,25 e R$ 6,50.

Entre as tarifas reduzidas, por exemplo, a praça de Coxilha terá o valor reduzido de R$ 4,90 para R$ 4,40, enquanto em Gramado, o valor cairá de R$ 7,90 para R$ 7,10, assim como em São Francisco de Paula, sendo estas as duas tarifas mais caras atualmente no RS. No Brasil, a tarifa mais cara é a do sistema SAI (Ecovias) entre SP e a Baixada Santista, que cobra: R$ 27,40.

[Fonte: G1]

Deixe uma resposta